Do nosso lado

Não olhar o passado
porque ele não mudará,
não olhar o presente
porque é tempo de agir,
não olhar o futuro
porque ainda não é nossa,
olhar pra frente, nem sempre
porque objetivo a gente vive tendo,
mas a vida não é corrida no sentido de vencer,
olhar como, então?
Para o lado que precisa de você,
para a mão fechada que não consegue se estender,
olhar para aquele que não fala,
mas, às vezes, grita, e não entendemos,
olhar para o sofrimento sem pena,
e para alegria sem inveja,
olhar para o humano que nos cerca,
atender àquilo que nos chega,
sem um basta sobre a mesa,
porque pessoas, elas não terminam
como as metas, os objetivos, a própria vida;
pessoas transcendem a matéria
porque ficam, quando, um dia, a vida as leva

Goteja

Coração nobre, puro, cheio de vida,
de alma leve, sê forte, cativa,
poesia no gesto, na palavra modesta, bendita,
tem carinho nos olhos, pedra de turmalina,
tão antigo, amigo, que analogia nenhuma
pode ser suficiente, ainda que a lua fosse entregue,
não tem símbolo poético que se preze,
nem os milhares de corpos celestes,
do firmamento de prece da palavra abriga,
que saúda, e que venera, que corteja,
a poesia que hoje goteja pelos olhos
brota no fundo do poço d’alma companheira..

 

*Para Iago Santos

Há amigo

Há que se ter um amigo
guardado, escondido
no fundo do peito,
em lugar seguro
que ninguém descubra

Para que se possa contar,
mesmo quando muito tempo passar,
como se fosse o próprio confessionário particular

Há que se ter um amigo
que se possa ligar a qualquer momento,
para que se desabafe sobre as armadilhas da vida,
sobre as más companhias que a gente encontra no caminho

Há que se ter um amigo, um amigo-partilha,
que mesmo partindo, saiba onde nos encontrar
há que se ter um amigo que não me diga nada por anos,
mas que só ele saiba calar a dor de ser humano,
sem dizer palavra alguma.

Decantei de você

Desencantei de você
decantei um amor que supunha ter
descansei da dor de amar você

E sem brincadeira, sem o jogo de palavras,
você não me cala mais nos dedos,
meu desejo não proporcionado…
ao seu lado eu seria feliz
e fui, sem você

É fato que, de apenas um lado,
também existe o fardo do gostar de querer
e quer saber, valeu a pena,
mesmo que a sua alma mesquinha e pequena
não tenha notado o halo do amor mais falho,
o humano