Suicídio no edifício

Foi traição, eu sei que foi, não há como negar
não, não adianta,
tentar me parar,
eu vou me jogar!
já chega, não dá mais,
não há mais como suportar.
Você ofendeu a honra de quem só queria amar.
Terminou, pare, suma daqui, vá!
Vou me jogar não tem jeito,
não tem remédio que cure a dor no peito que você me faz passar.
Vou pular, cair desse edifício,
acabar com esse vício
que é amar quem não me merece.
E já que não sei me apaixonar por mais ninguém,
eu não viverei para ver você arruinar meu coração,
é melhor nem tentar reconciliação e desabar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.