Já não adianta tanto

O choque já não adianta mais,
o soco já não adianta tanto,
chute, tapa, cadeira elétrica,
nada adianta, não.

Tortura já não resolve mais,
o tiro já não resolve mais,
o seqüestro já não assusta mais,
colocar terror já é suportável demais.

Já nem sinto mais dor.

O choque já não me faz pular da cadeira elétrica
o tapa, o chute, o soco já não me deixa vermelho,
a tortura eu já aprendi a controlar
e a bala já está aqui dentro.
O seqüestro já não provoca medo
e não adianta colocar terror
eu já controlei esse seu desejo.

Já nem sinto mais dor.

Acostumei com o terrorismo,
o tiro e tudo mais…

Um minuto de silêncio,
morreu mais um…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.