O falso amigo

Eu quis um amigo de verdade,
um amigo sério, companheiro
nas piores horas, e você foi.

Eu quis que me entendessem
quando eu precisasse e sem
me questionar, e assim foi.

Eu quis que fosse sincero,
e em algumas horas você foi.
Até que na hora em que mais
precisei você falhou comigo.

Eu tentei entender, compreender,
mas não deu, como foste capaz?
ora, quando eu mais te pedi
que me entendesse você não foi capaz.

Ah, não me venha dizer que tentou!
cansei disso, é toda hora a mesma coisa,
Chega, pára, eu vou ficar louco!

Você me entendia entre aspas
mas o que fazia mesmo
era cortar minhas asas.

Um comentário sobre “O falso amigo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.