Falha cronológica

Um dia, pensei que todos os meus planos da juventude se concretizariam num futuro não muito distante, e que toda a minha vida não mudaria nunca, que sempre seguiria minha cronologia pré-determinada de que, por exemplo, quando fizesse meus trinta anos, já teria minha família bem estruturada e minha independência praticamente conquistada, vivendo do meu próprio suor, sem pedir nada a ninguém, mas minha cronologia estava errada, hoje, com trinta, eu não realizei nem metade de tudo que desejei e que mencionava a cada dia para mim, hoje, com esta idade, eu não montei minha família, mas, vivo bem com que ganho e minha independência é quase que absoluta.

Não sei do que me adiantou planejar tanto se não realizei tudo aquilo que queria, mas, pensando melhor, nem sei onde estaria se não fizesse um esboço da minha vida, claro que saiu uns rabiscos no papel, manchando meu desenho perfeito, mas minha história não teria o mesmo efeito se não começasse daquele jeito, enquanto aos rabiscos e borrões, dei um jeito em todos eles, o tempo foi a borracha dos meus fracassos, e hoje, como uma fênix, o pó surgi, por um apelo meu de uma nova oportunidade de fazer tudo direito, demorou, eu sei, mas agora com meus quarenta, sou a mulher mais feliz do mundo, não, eu não realizei todos os meus sonhos, mas aprendi que não se deve parar de sonhar para amadurecer, e se hoje sou a mulher que sou, devo toda essa experiência de uma vida saudável e invejável ao senhor das realizações pessoais, o tempo, porque, bens materiais e gente por perto é o que eu queria, só esqueci de traçar o esboço da minha alma fortalecida, pois, foi por falta dela, que não vivi o que queria aos trinta.

2 comentários sobre “Falha cronológica

  1. Nossa… eu não conhecia seu lado feminino… e ele já tá bem crescidinho hein XD

    zoa 😛

    fikou legal ^^
    corresponde à realidade de muita gente, não corresponde à de tantas outras, é uma incógnita…

  2. ja viu ‘e se fosse verdade’ ?
    é triste ;/
    ela morre de estudar e trabalhar a vida inteira pensando num depois, e de repente, um caminhão arrebenta com o carro dela e tudo aquilo foi praq? pra nada. 😀
    ou seja, pode planejar, do destino não se escapa (y)
    foda reflection :B

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.