Procura-se, vivo ou morto

Se eu quisesse chorar pela sua partida eu choraria,
se eu quisesse esquecer a minha vida pra te procurar, esqueceria
Se eu fosse louco por você, eu se esqueceria de mim pra ter você.

Mas sabe, acabei de crer que não sou tão louco assim,
talvez eu dissesse  a você que era em algum momento,
e posso até estar sendo covarde em te esquecer,mas,
o momento que passo agora faz com que meu sangue aventureiro esfrie.

Não sei se você vai conseguir me entender estando aí tão longe,
mas nem posso contar muito,
porque tudo que sai desse país é revistado,
tudo é lido e relido para que não escape nenhuma informação,
então, me perdoe se não posso te procurar,
é que daqui não dá pra sair, é só isso que posso contar,
mais alguma coisa que diga e vão me enforcar,
minha sorte é poder contar com quem envia a correspondência
mas, prefiro não abusar pra ninguém desconfiar.

O foragido procurado

Um comentário sobre “Procura-se, vivo ou morto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.