Corte fundo e profundo

Faca corta, faca volta,
faca corta, faca volta
e quando penso que cicatriz reage
sou apunhalado de novo pelas costas.

Suas palavras ferem aos poucos,
e a ferida cresce rapidamente,
eu morro aos poucos,
e acho que não tem jeito…

Torturado todo dia,
todo dia você vem
e dilacera o coração…

A alma chora
e está cortada
em seu nome vão,
será que um dia
ainda acho o antídoto
pra essa alma ferida
e jogada ao chão?

Algo me diz que não,
porque um tolo apaixonado
não tem controle por si próprio
nem pela sua própria ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.