A virada

As lágrimas que aqui rolam em outros rostos já secaram,
a inveja que esse coração sente tantos outros já sentiram,
o rancor que esse corpo carrega em ferimentos, em muitos, já cicatrizaram.

O vazio que essa alma leva
não é nada comparado ao que ele deixou de ganhar,
os tapas que esse coração levou
não são nada comparados com os que eu poderia dar.

Mas desisti de tentar te fazer sofrer,
deixei pra lá, fui vencido pelo cansaço,
hoje, hoje eu notei que não podia ter desanimado
porque quem sofre sou eu,
justamente por não te fazer sofrer estando ao meu lado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.