A iludida

Um sonho que te dei
e você não soube aproveitar
os abraços e beijos que eu quis
você não soube me doar

Procurei novo pra minha vida
e só agora
você pretendeu me valorizar
foi tarde, eu te digo,
para com sua presença me abençoar

Desistir sei que não vai
mas, por favor, não atrapalhe a minha vida
que finalmente tomou rumo, uma rotina

Cansei dos imprevistos aventureiros
de nossa adolescência,
ela já passou

Fica difícil hoje
retornar ao nosso passado
que ficou inacabado

Lamento, mas cresça
e perceba que és uma mulher
uma tola, iludida
apaixonada, que ainda me quer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.