Morena

Encarei-a nos olhos
sentindo a respiração
dela me esquentar
ela manteve os olhos
em mim sem hesitar

Afaguei seus cabelos
despenteando o que ela
deve ter levado
tempo exagerado
pra controlar

Deslizei minhas mãos
pelo seu rosto moreno
sentindo a maciez
da sua pele,
ficou rubra

Aproximei meus lábios
dos seus secos
(foi o único momento
que percebi seu nervosismo)

Invadi sua boca
de imediato sem dar
chance pra recusar

Ousei mais um pouco
indo ao ponto alto
do desconhecido invadido

Quando a respiração dela
acelerou tive certeza
de poder abusar

Ligeiramente tomei seu corpo
pra mais perto, sua cintura aperto
vejo seus olhos entreabertos

Caminho pelo seu corpo volumoso
Dádiva divina sendo sujo
pelas mãos cheias de desejo

No enrolar de nossas línguas
ela deu sinal para novo jogo
que tenho nojo de detalhar agora

8 comentários sobre “Morena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.