A ilusão de amar

Quero contar minhas veias
pra nao saber onde errei,
pra fugir desse mundo

Quero o silencio da morte
o frio da noite e maciez do véu
a cobrir meu corpo

Quero sangue jorrando
a vida partindo
sem choro, sem lamentar

Quero dormir, nunca mais acordar
Mas vivendo eternamente na ilusão
de que um dia, mesmo que sozinho,
pude te amar

4 comentários sobre “A ilusão de amar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.