Quartos escuros

Quartos escuros
portas trancadas
janelas fechadas
não se vê luz
não se vê nada
não se tem velas

Desespero, ninguém lhe ouve
fobia, não há ajuda
ninguém passa, socorro
gritos não se escutam

Chore no canto,
com o rosto entre os joelhos
cai lágrima, cintila um pouco
veja um fio de luz através dela

E de repente, Deus está diante
nos olhos, agora brilhantes,
a chave da escuridão

Luz se quis, com fé conquistou
o resgate chegou, és mais feliz
não pelo pedido atendido
mas sim, pelo anjo que não lhe deixará mais
sozinho num quarto escuro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.