Kamikase do prazer

Não aguento mais
acho que de amores morrerei
morrerei de amores, já sei

Há cinco anos lhe conheço
Há três, namoramos
há um, somos noivos

Eu feito bobo ainda lhe aguardo
não se entrega, não se solta
e eu não suporto mais o desejo

Há seis meses nos casamos
você dizia desse jeito:
ame e case, e terá tudo,
eu prometo

Seis meses se passaram
e nada do desfecho
eu estou alucinado
adultério, preconceito

Kamikase é meu nome
ao sexo não tenho direito
fui tolo, apaixado
acho que viro padre desse jeito

2 comentários sobre “Kamikase do prazer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.