Grãos de areia

Minha felicidade não está com ninguém
nem a sua, nem a de qualquer outra pessoa
somos armários desarrrumados, revirados,
pessoas desorganizadas sentimentalmente

Não adianta querer encontrar seus sentimentos
na bagunça alheia, entenda de uma vez por todas:
Sempre foi possível arrumar nossos grãos de areia

O que acontece com os desgostosos do amor
é simples e compreensível: Acham que encontraram
a felicidade e abandoram a dor, apenas misturando
duas gavetas cheias de arquivos

Quando um encontra o pedaço de outro
acha que é seu por direito adquirido
é como achar a agulha do palheiro
e começar a disputar por isso

Sejamos racionais uma vez na vida
ou arrumamos nossa bagunça emocional primeiro
ou seremos sempre escravos de nossas armadilhas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.