O Contador

Em tudo o seu nome está.
Você é parte viva do meu dia.
Quando acordo, depois de abrir os olhos,
um pequeno instante já basta para trazer você a mim

Se levanto, aos suspiros de resignação pela sua ausência,
deparo-me com a minha imagem ao espelho se perguntando
se essa expressão sem graça teria um sorriso aberto

Se vou à mesa para o café da manhã
pergunto-me se você não levantaria mais cedo
e me aguardaria com o sorriso aberto de bom dia

Mas apenas o café do dia anterior encontro
e um pedaço de pão que deixei de lado no dia anterior
pelo mesmo motivo de fraqueza

Um banho gelado no começo de dia frio
não é capaz de me desligar da ideia
de que ter você aqui o transformaria em calor

É hora de mais um dia de trabalho;
Seria muito mais fácil se eu pudesse
pegar o carro ao seu lado passando para te deixar

Seria muito menos complexo suportar o tédio
do mesmo serviço matemática de ser contador
E hoje é semana de declaração de imposto de renda

Seria muito menos tributos sentimentais a declarar;
O leão me consome por dentro e por fora;
seria muito mais justo se eu fosse isento de amar;

Mas a receita que me aguarde, quando eu lhe encontrar
entrarei com pedido de reajuste comprando cada vintém
com juros e correção por tempo de equívoco

Mas isso só posso pedir com posse de você,
enquanto o meu comprovante não chegar…
Resta-me a contabilidade e a realidade
de ser contador de histórias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.