Noite Preta

"Pretinha, eu faço tudo pelo nosso amor, faço tudo pelo bem do nosso bem, meu bem..."

 

(Produzido ao som do álbum “Noite Preta”, e por momentos inesquecíveis ao lado da cantora que conquista seu espaço por merecimento. Um poema pessoal, mas que retrata de forma geral o que cada um de seus fãs deseja lhe dizer)

———————————

Ao embalo de suas músicas,
minha musa deste poema,
além de me divertir,
inspiram-me a lhe declarar

Que a Noite, Preta, é um encanto…
E digo que lhe quero, tanto, desejo tanto,
voltar às tantas quantas madrugadas forem preciso
para lhe trazer sinais de meu amor

Quero trocar com você novamente
momentos mágicos, do jeito que só nós,
essa multidão de fãs, e você, sabemos fazer

Cheios de respeito pelo próximo,
em um evento apaixonante, que libera
nossas mágoas, e abre as alas do coração
para declarações puras, nessa festa que,
não à toa, ecoa em nosso ser por muito tempo

Finda Noite Preta e, Preta, você não me deixa,
sua energia estonteante ressoa em minha mente
e até suas brincadeiras, cheias de descontração,
eu aprendi de cor, para repassar o melhor
para aqueles amigos cheios de preconceito…

Que pena, não é? Não desfrutar da sua alegria,
não desejar compartilhar essa energia,
não se deixar levar pelo momento, que pena…

Preta, espontânea, amiga, criança dos palcos
sua identidade nos fortalece, diz não com carisma
a quem não lhe merece, faz-se respeitar pelo que é

Seu valor está além da canção,
pois não é teatro, não é fingimento,
cada canção retrata você, esse jeito lindo de ser,
passa a sua emoção ao subir nos palcos,
quando anseia ser amada, ser aceita

Porque tudo que queremos é o cheiro de amor,
sem compromisso, sem frescura, sem cobrança,
tudo que queremos é ternura….

Pretinha, vou te confessar,
você é de casa, porque as Noites,
ah, as Noites, por quem é apaixonado por todo esse transe,
não terminam mais….

———————————————————————

“De repente fico rindo à toa sem saber porque… E vem a vontade de sonhar de novo em te encontrar… Ah foi tudo, tão de repente, Preta!”
“Foi bom estar com você, brincar com você, deixar correr solto o que a gente quiser…”
Um beijo, Preta Maria!

———————————————————————

Atualização
04/09/2011 às 19:29

Cantora responde à homenagem via Twitter

Canção de amor

Voltei porque esqueci os meus desejos
guardados em você, voltei para lhe dar pistas
Porque o meu coração eu conheço,
mas o seu, não

Mas eu sei que meu simples tropeço na sua vida,
fez a cada um de nós cúmplices. Trocamos, sem perceber,
sentimentos puros, que eu gostaria que você achasse

Meu sorriso tem cor de paz, é branco,
porque é ele que me chega primeiro.
Meu coração é vermelho, de paixão,
porque é por você que ele bate,
E minha tranquilidade tem cor azul
porque ao pensar em você ganho o céu…

Trocamos mais do que risadas e palavras
quando nos encontramos, eu me doei por inteiro
fui, e sou verdadeiro, ao lhe escrever essa canção…

Carinho profundo

Vou te confessar um defeito que tenho
eu sou extremamente feliz por ter te encontrado
não que esse seja o defeito, meu caro
mas esse meu apego tão rápido e involuntário…

Ah não sei, já me causou tantos transtornos,
já me deixou tão feliz, e depois tão triste…
Mas minha pobre alma apaixonada insiste,
mesmo doída, ela me instiga a acreditar de novo

E por um motivo bobo, fico feliz novamente
porque minha mente não pode apenas ver o rosto…
Eu enxergo mais longe, mais fundo
e vejo nos seus olhos a alegria da vida…

E, deixa eu continuar a desabafar
tantas renticencias são para você ver
que é difícil dizer, mas eu gostei de você…

De forma normal, você me encantou,
essa sua magia me envolveu, e eu,
ah, eu, louco, vou confessar mais uma vez…

Não me importa alguns arranhões
se simples aparições de almas puras
eu vejo brotar, como um acaso do destino
vou te contar que é bom te ter comigo

Não sei por quanto tempo,
não sei o que você sente,
mas eu sei que minha emoção não mente
quando diz, inocente, que foi bom
escrever o que sinto, carinho profundo…