Carinho profundo

Vou te confessar um defeito que tenho
eu sou extremamente feliz por ter te encontrado
não que esse seja o defeito, meu caro
mas esse meu apego tão rápido e involuntário…

Ah não sei, já me causou tantos transtornos,
já me deixou tão feliz, e depois tão triste…
Mas minha pobre alma apaixonada insiste,
mesmo doída, ela me instiga a acreditar de novo

E por um motivo bobo, fico feliz novamente
porque minha mente não pode apenas ver o rosto…
Eu enxergo mais longe, mais fundo
e vejo nos seus olhos a alegria da vida…

E, deixa eu continuar a desabafar
tantas renticencias são para você ver
que é difícil dizer, mas eu gostei de você…

De forma normal, você me encantou,
essa sua magia me envolveu, e eu,
ah, eu, louco, vou confessar mais uma vez…

Não me importa alguns arranhões
se simples aparições de almas puras
eu vejo brotar, como um acaso do destino
vou te contar que é bom te ter comigo

Não sei por quanto tempo,
não sei o que você sente,
mas eu sei que minha emoção não mente
quando diz, inocente, que foi bom
escrever o que sinto, carinho profundo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.