Insalubridade

Não importa o quanto eu chore,
em você em quero sempre o riso,
não importa o quanto eu desanimo,
em você quero sempre o ânimo

Não importa o quanto eu lute,
você nunca me verá cansado
Não importa o tamanho da dor,

eu quero é que você se cure

Não que eu seja imune as investidas do mundo
mas é em você que eu invisto a minha alegria
é a sua realização, a minha;

É o seu sorriso a minha melhor rima
quando esparrama em seus lábios
um sorriso fácil que a mim mais se parece
a ponte da mudança de humor

Na sua dor eu encontro a dor mais aguda
na sua lágrima, a água mais insalubre
no seu choro involuntário, a minha armadura

Não importa o que eu sinta, se você não está bem
eu descubro mais que depressa a coragem
de saber que o meu problema é pequeno,
talvez até uma bobagem, quando a pessoa que eu amo
me pede abrigo sem dizer uma só frase….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.