Indagações

Visualize, mas viabilize o desejo
vislumbre, mas não se ilude, companheiro
não se ilude, não, porque essa situação,
tanto o querer, quanto o conquistar, vão passar

E se foi passado, e o objetivo conseguido,
o que fará, companheiro, quais as metas novas?
Ou vai viver das mesmas notas, das mesmas músicas,
repetindo o repertório dos objetivos que estão longe,
agora que já são perto e tocados?

E se foi antes um fracasso, e o objetivo não vivido,
chorar pra que, companheiro, se ainda há vida,
se ainda tem chance de sucesso?

Visualize de braços abertos um futuro repleto
de experiências sólidas que cada um de nós encontra,
para viver de aparências – talvez – valendo-se das consequências
das nossas próprias indagações interiores….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.