Contagem regressiva

Te prometi mundos e fundos
mas o banco quebrou e o mundo caiu
o saldo da conta zerou e está tudo de pernas pro ar
assim não dá, assim não dá

É um pente fino nas lendas
nessas nossas encomendas de férias
É um fiasco quando o leão te rouba um bocado
faz falta aquele trocado no décimo terceiro

Primeiro de janeiro todo mundo quer praia
até março é só sol e água fresca
até o carnaval, que beleza, folia a noite inteira

Primeiro de abril parece mentira
antes de mais uma rima, vamos voltar
pra correria do dia-a-dia

Primeiro de maio é feriado
santo operário que vive de salário
no mínimo um coitado, até junho,
julho, eu juro é só pra pagar imposto

Agosto à gosto de Deus já é clichê
deixa setembro aparecer pra animar;
Voando até outubro já dá pra dizer
que o ano está perto do fim

Não invento, a nossa vida é sempre assim
chega novembro, todo mundo está exausto
ninguém mais aguenta o Fausto e nem asfalto
em feriado prolongado congestionado

Mas em um pulo já é dezembro
canta a música de natal
e do ano novo outra vez

Músicas manjadas pra esperar
papai noel de madrugada
só pra manter a tradição
e pra criança fazer birra

Depois de passado o reveillion
um pouco de calma é bom
pra parar com a manguaça
de comemoração da contagem regressiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.