Segundo round

Espero que meus olhos não te vejam com outros olhos
já não há mais estrutura emocional para isso;
Espero que meu pensamento não pense em você de outra forma
que já não há outra forma de viver me iludindo

Espero que eu não viva esperando por você de outro jeito
pois de que jeito eu vou te encarar quando for te encontrar
e você não for tudo aquilo que minha imaginação idealizou?

Espero que essa alusão ao equívoco passe rápido
pois que já vivi essa experiência, e se repito,
culpo esse meu talento, o tormento da paixão
que mina minha razão, sem nenhum, nenhum constrangimento

E eu, o que devo esperar de um segundo erro
se sei que o primeiro ainda não terminou
e continua me fazendo mal já há tanto tempo…?

Espero que minha alma compreenda, que ela aprenda,
que amor de imaginação alucinada corre comigo
para um sofrimento tolo e consciente na razão

Apreendam, aprenda, coração que este tolo vício
é um forte mimo do ego que não suporta a solidão…

Um comentário sobre “Segundo round

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.