Poesia de amar

E é simplesmente a cor de sua pele
e o seu tom de voz, e este seu sorriso,
e o brilho dos seus olhos, e os seus lábios
esparramados graciosamente

E é este seu jeito de dizer os gracejos educadamente
e este seu jeito assustado de me ser indiferente
fingindo não ser notado, querendo ser percebido
constantemente

É este seu encanto alegre na fisionomia
que diz pra minha energia, bom dia
que faz da minha boa noite a alegria
de saber que com a mesma nostalgia
vou acordar, só pra quebrar as rimas,
reinventar a poesia de amar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.