Caso

Fonte: Google Imagens

Fonte: Google Imagens

Ao acaso do destino desafinei meus sonhos
o que era antes prioridade, quem dera minha mente não mudasse de vaidade…
Hoje é um sonho que já não me cobra até tarde, já me permite dormir…
Mas quem me dera dormir, os planos já mudaram tantas vezes, essa que é a boa da verdade…
E precisam mudar novamente, infelizmente…..

Não desisti desse sonho, ao contrário, pela primeira vez, um deles desistiu de ser sonhado…
Mas na minha divagação desse caso, não vou desanimar….
Passada a vez na fila das realizações, se não se sente digno das minhas emoções,
deixa que o próximo venha…

Você que se nega a mudar a própria história, por hora a vida não te cobra muita atenção,
mas aguarde, aguarde que a hora chega… Eu já fui avisado, e aceitei a proposta da evolução
por mais rigorosa que nos seja, o esboço de finitude que a vida nos coloca vai nos colocar frente a frente…
Não lhe digo, porém, que estou completamente preparado e seguro do futuro, mas eu sei o que é oportuno…
É preciso começar em breve, porque breve na verdade é nossa oportunidade de crescer….

É no correr dos segundos, no caminhar dos segundos e no arrastar das horas que o tempo é contado
É na imensidão do sempre, além até do eternamente, que o amor é cobiçado….

Por hora, o tempo não lhe cobra atenção e a mim nenhuma atitude de despertar,
o acordar dos sonhos nossos que antes de tudo isso acontecer
foi traçado, jurado e abençoado para se tornar realidade…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.