Pio

Em tempo há tempo para você sempre
para falar desse breve período em que nos conhecemos
Não importa se posso contar os dias corridos,
nem as horas que voam quando conversamos

O dia amanhece calmo e suave
com pássaros cantando as verdades de seus instintos
A mim resta deles o rito da poesia
para lembrar que é por você o mito do amor

Mês passado seria outro canto,
outros piados sem sentido e a claridade
cegaria meus olhos acomodados
pelo sono da indiferença

Você que aquece o meu coração
antes dos raios de sol
e transforma em música até atos
de um mero animal

Hoje quem ganha asas
quem ri de coisas sem graça
quem faz de uma pedra
a antologia perfeita do amor
sou eu

Hoje quem merece reserva
nos quartos do meu coração inteiro,
desde o primeiro até o ultimo verso
é você, somente

Mas nem tão só vou te deixar
juntei minha facilidade com as letras
com a sua capacidade de mexer comigo
para nos encontrar literalmente na literatura
já que não podemos nos beijar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.