Essência

O seu perfume me embriagou dominante,
ainda o sinto forte na memória,
agitou todo o meu sangue,
despertando meu instinto animal

Você tem o cheiro de Campos,
das matas invadidas à noite,
e o seu hálito quente ao meu encontro
se deteve ao borbulhar nas minhas veias
o desejo da liberdade

Do ponto que nossos corpos se encontraram
em esbarrões involuntários e propositais,
a sua pele fina e macia em contato com a minha
fez carinho.

Não esperava tudo isso,
nem sabia ser capaz de potencializar
normas comuns do corpo,
– de humano tenho pouco –
— Sou Poeta —

Esta essência impregnada em você
tornou-se inconfundível a mim
como quem sabe reconhecer de longe
a pessoa que vem distante
capaz de me seduzir alucinante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.