Olhares procedentes

Atividade sobre parônimos para o curso de Licenciatura em Letras/Literaturas Portuguesas do Instituto Federal Fluminense – Leitura e Produção Textual I, primeiro semestre de 2013.

———————————————————————-

Soou em meu ouvido seu desejo esbaforido
suou espavorido, delatando a paixão,
os nossos corações dilatados,
retificando o tempo perdido,
ratificando o que sempre foi vivo;

Hoje diferimos a amizade da paixão,
deferindo o nosso instinto,
fruto proibido de outros tempos

Sortir os nossos sentires
para surtir em nossas vidas
a concretude daquilo que um dia
foi partida

Olhares precedentes mostraram finalmente
que realmente eram procedentes, não apenas imaginação!

Absolvidos agora estamos, depois de tantos,
tantos anos, absorvemos um a outro
numa tentativa de ascender ao clímax,
sabendo muito mais que rimas,
acender as luzes depois do clima
não bastaria para nos satisfazer

Meus versos
parônimos tão sinônimos
de um desejo antagônico
que nos move fixos na cama

Se ainda era incerta essa relação
insipiente do que é ser casal,
esse contato incipiente não deixa dúvida

Indefessos não somos mais, não agora,
já tão entendidos das entranhas de cada um
que nos revigora, permitidos de indefesas
Perdemos horas, oras

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.