Sem considerandos

Não suporto gente chata,
não suporto de imediato
quem se faz de coitado pra sobreviver,
não suporto, me falta paciência
para tolerar os extremos:
Quem clama piedade,
quem se sente na outra extremidade,
tão cheio de si

Não me tem acesso
os capazes de tudo se defender,
os que se acham perseguidos pelo mundo,
estilo de agouro permanente que não cessa na mente

Não suporto os ansiosos de plantão que chegam uma hora antes,
não suporto os atrasos sempre justificados de meia hora,
não me venham com desculpas, nem pra mais nem pra menos,
nem justificativas sempre plausíveis do relativismo

Não suporto quem não se ajuda
e acha que a ajuda dos outros tem que estar sempre disponível,
não insiste, que não dá em mim

Não há súplica na vida que valha o ouvido,
se também não se sabe fazer nada além de falar.
É isso: não tem pedido a ser feito se pode ser resolvido
e solicitação não cabe a terceiros quando o assunto é:
minha própria vida.

Gente chata
gente, chata,
gente…chata
chata! chata!
Cola na porta!…ria,
gente chata, coitada!
faça constar
e publica-se
sem considerandos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.