Pague

O carinho que eu te dei
o calor que eu transmiti
a felicidade que eu propus
o brilho no olhar que nos conduz

Eu usei o presente, o pano,
eu usei o abraço, acalanto
eu usei o sorriso, contagiando
eu usei o encontro final

O caminho do amor
talvez a palavra não saiba,
talvez a boca não diga,
talvez o ato seja até uma falha

Mas ninguém sabe o que está aqui dentro,
só você pode perceber,
só você

Sentimento não tem vaidade
sentimento não vive do ego,
sentimento é mais que apego,
mais que carinho, capricho ou respeito

O que eu digo não tem validade
e se tiver, não é completa,
você sabe o que eu quero dizer
e, além de tudo, acerta

Aceita

O carinho em forma de presente,
o sorriso com a sua chegada
até quando eu não tenho nada pra dizer,
meu sentimento já disse e você vê

Acredita

O que eu fiz ainda não é nem o começo,
você sabe que não basta bater forte o peito,
nem secar a boca, nem perder o ar
se for preciso, eu peço:
Fica, fica, fica
ficará?

No sonho a certeza do que a gente um dia quis,
o desejo supremo de se sentir feliz
e não há nada que nos impeça ou trave,
a não ser que a gente aceite e se cale

Teoria, irradia, fale,
levante bandeira, brigue,
implique, saiba da verdade,
mas não encare, nem viva,
nem vive, inibe
e por isso pague

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.