Ad eternum

O tempo não se divide,
ledo engano seu considerando
o ontem nunca existiu,
o hoje ou o amanhã,
que tola e vã preocupação

A construção do relógio
é um ponto na poeira ao vento,
um grão na imensidão do deserto
ação sim, é ad eternum

Foi para mim chegada,
sei que a aflição colabora
para o antes, o agora e o depois,
mas o que fica na memória vai mais além,
amizade que fica no espírito não vai embora
e se impõe

Ad eternum na risada e nos ensinamentos,
o que vale não é o quanto trabalhamos juntos,
mas o quanto a gratidão ganha amplitude
nos dois mundos

Ad eternum são as parcerias que a vida firmou,
é o respeito mútuo e a admiração, eternamente
lembranças que a saudade não machuca, mas relembra,
ad infitium convocação

————-
Para Francine Macedo Dias – Diretoria de Gestão de Pessoas – IF Fluminense

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.