Há amigo

Há que se ter um amigo
guardado, escondido
no fundo do peito,
em lugar seguro
que ninguém descubra

Para que se possa contar,
mesmo quando muito tempo passar,
como se fosse o próprio confessionário particular

Há que se ter um amigo
que se possa ligar a qualquer momento,
para que se desabafe sobre as armadilhas da vida,
sobre as más companhias que a gente encontra no caminho

Há que se ter um amigo, um amigo-partilha,
que mesmo partindo, saiba onde nos encontrar
há que se ter um amigo que não me diga nada por anos,
mas que só ele saiba calar a dor de ser humano,
sem dizer palavra alguma.