Matéria-prima rara

Raras poesias que vem e vão,*
mas, você não.
Você não volta
porque sempre fica
é obra-prima,
essência,
a arte primeira

Um verso apenas você me deu,
e verso sou eu seu,
uma estrofe inteira
da sua vida, meu poema de amor

Verbo, origem do mundo.

Poesia, substância
da minha criança
que encontra a sua criança.

Duas almas lindas
procurando na rima
uma forma mínima de se reencontrar


*Com Iago Reis

2 comentários sobre “Matéria-prima rara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.