Informe sobre hospedagem

Quem tentou acessar o site Poeta Diferente entre as 22:00 de 05/03/2013 e durante boa parte do dia seguinte, encontrou endereço indisponível e totalmente sem acesso.

Isto ocorreu em virtude da migração da página para um novo serviço de hospedagem, uma vez que a empresa pelo qual ele se manteve no ar desde 2011 encerrou suas atividades neste mês de março.

Um novo provedor já foi contratado, o que normalizou o serviço no final da tarde deste dia 06/03/2013.

Agradecido pela paciência dos leitores, e grato pelos serviços prestados pela Stonelayer até a presente data, agora sigamos aos cuidados da Prelude Hosting.

Atenciosamente,
Jefferson de Souza

Nota sobre O Avesso dos Ponteiros

Prezados leitores e amigos,

Com muita alegria comunico que o livro “O Avesso dos Ponteiros” está finalizado e já se encontra aos cuidados da gráfica para a impressão!

Desde outubro de 2011 esse desejo de transformar em livro parte desta página vendo sendo desenvolvido com muito cuidado e extremo profissionalismo por pessoas queridas! Apresento-lhes a capa da obra em definitivo a seguir:

ISBN 978-85-63586-58-2

Pela Editora Literata, de Praia Grande, SP, a obra possui 84 páginas, com ilustração do amigo Guto Stresser, que quem me lê já conhece!

Em breve divulgaremos um novo site, adquirido na data de hoje com o nome do autor <www.jeffersonsouza.com> a ser construído para maiores detalhes e informações.  Por ora, é possível manisfestar interesse através do e-mail: contato@poetadiferente.com

Em breve pelo site das maiores livrarias e pelo site do autor, aguardem!

ISBN 978-85-63586-58-2

 

Nota de esclarecimento

Caros leitores,

Primeiramente, seja bem-vindo mais uma vez ao site Poeta Diferente. É muito gratificante para mim a sua presença e a sua leitura, mas hoje não é um texto poético. Não é um texto que consagrou essa marca como uma das de maior sucesso na internet quando se fala de literatura amadora. Sim, amadora.

O site Poeta Diferente surgiu em julho de 2007, ainda sobre os servidores gratuitos da WordPress.com, e lá se manteve até a primeira quinzena de agosto de 2011. Mas foi lá, naquele espaço despreocupado e despretensioso que o conteúdo desse endereço ganhou não a fama, mas o reconhecimento e o carinho dos companheiros de internet, de leitores desavisados que se fidelizaram e o apreço da comunidade escolar que atualmente começa a se preparar para receber o Poeta Diferente sem tê-lo visitado.

Calma, eu explico: Esse respeito que o site adquiriu  durante estes anos na via eletrônica não condizia com o apreço das pessoas que me cercavam. Simplesmente porque eu não o divulgava. Mas daqui e dali, eu mostrava alguns poemas. As pessoas se admiravam, ficavam surpresas, riam e, algumas vezes, emocionavam-se.  Por esses motivos, sempre fui incentivado a lançar um livro, mas relutava nesse ponto. Sempre relutei, desde 2008, quando esses pedidos começaram a fica insistentes. Mas como o tempo é sábio, hoje eu resolvi aceitar a proposta. Digo “sim” ao meu primeiro livro com a certeza de estar mais preparado. De tê-lo concebido com plena segurança, de estar pronto para esse desafio.

O Poeta Diferente foi um laboratório para “O Avesso dos Ponteiros” porque foi aqui, com mais de 220 mil visitas, 800 comentários e 750 publicações que ele ganhou forma. Não apenas em virtude do papel impresso, mas do sentimento maduro que traz em suas páginas. Foi através desse diálogo com pessoas do Brasil inteiro que conheci por meio dessas páginas que em breve estará a disposição, não apenas dos seus olhos, mas também das suas mãos,  a obra”O Avesso dos Ponteiros”.

Por essa razão eu comunico a vocês o motivo pelo qual houve uma interrupção das postagens. O processo do livro é longo, e desde outubro eu tenho mergulhado nesse site como leitor crítico para selecionar dentre esse grande acervo, os poemas que irão compor o livro.

Peço a compreensão e o carinho mais uma vez para mais essa etapa. Reafirmo o meu compromisso com você, leitor, que há muito tem acreditado na minha forma simples e carinho de fazer poesia e falar da vida. Porque não há poesia se não houver sentimento, e não existe sentimento se não houver troca entre as pessoas.

Continuarei a postar novos poemas sempre que possível, e notícias sobre o andamento da publicação da obra.

 

Jefferson de Souza Gomes 
06 de dezembro de 2011 

Bem-vindos ao nosso novo espaço!

Nota pública de esclarecimento pelo recomeço da marca Poeta Diferente e outras diretrizes.

Por favor, fique a vontade. Algumas coisas mudaram na nossa casa. Gostaria de explicar a todos os amigos as novidades.

Depois de 4 anos e um mês com o nosso antigo endereço, decidi que era hora de ampliar as possibilidades. Uma história de sucesso que precisava retirar as barreiras para continuar crescendo. Onde estávamos localizados não era possível aderir as novas tecnologias e já perdíamos muito do que nos era sabido poder oferecer no quesito qualidade – minha principal preocupação.

Acredito que todo esse tempo com a família WordPress.com trouxe, para mim, e para vocês, leitores, uma experência válida e de fidelidade. Foram mais de 215 mil visitas durante esse tempo. De material, produzimos mais de 700 fatos artísticos, recebemos muitos comentários, homenageamos e emocionamos várias pessoas…

E ponho estes feitos todos no plural porque somos plurais. Inspirações só me chegam graças as suas visitas, seus diálogos, seus elogios e críticas. Somos uma equipe que trabalha no bem, pensando nas pessoas, em seus sentimentos, em suas vidas.

Recomeçar é sempre complicado, e confesso que estou sendo bastante franco com todos que, ao escrever este texto estou seguindo os meus instintos e vontades, assim que elas chegam. O fruto maduro de outros momentos já foi colhido. Hoje estamos plantando uma nova muda, e é natural esse texto ainda verde e cheio de inseguranças. É um passo grande. E eu quero caminhar junto com vocês de novo, por outra estrada.

Nosso material já está aqui, o caminhão da mudança foi ligeiro, mas ainda não dá pra chegar, chegando… É preciso colocar os móveis no lugar, dar aquela pintura na fachada, colocar os acessórios, os enfeites, conhecer os vizinhos, consertar uma coisa ou outra do imóvel, certo?

Então, paciência. Estamos trabalhando muito pra começar logo, logo. Sempre cheios de satisfação e carinho. Porque a autenticidade de uma página vai de encontro à identidade do seu autor. E eu, Jefferson de Souza, gosto das coisas bem feitas.

Minha visão enxerga dois pontos no horizonte: As pessoas e os seus anseios. Então, devo respeitá-los como sempre. Respeitar você, leitor, que procura aquele texto que se encaixe perfeitamente no seu momento de vida. Mas também, meu sincero respeito aos amigos que, nos bastidores abraçaram esse passo. Porque eu, sozinho, certamente tropeçaria.

Certo das compreensões,
Jefferson de Souza Gomes,
PD – Portador de Deficiência, mas, em primeiro lugar, Poeta Diferente.