O bipolar

Sei que você não me entende, e eu menos ainda…
Mudo de idéia a todo momento, sou hoje o que você quer, amanhã não mais.
Sei que é confuso, não nego, mas farei o quê se tudo vem e vai a cada segundo?

Eu não sou eu, nem hoje, nem nunca….
Tenho corpo único, minha alma já não sei…
Reciclo e renovo a todo instante,
não por culpa minha, impulso, diria.

A alegria que agora me ronda através de sorriso,
no minuto seguinte, se esvai, não mais me guia.
O que me controla agora já não sei,
controle sobre mim, ninguém mais tem,
nem mesmo eu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.