O homem e suas crenças

Todos acreditam que as pessoas e tudo o que acontece no mundo é regido por forças maiores não-existentes, espíritos, universo ou um Deus.

Há a crença de que essa vida é apenas um teste ou um preparo para a principal vida junto de Deus, ou que pagamos nesta aqui o que fizemos de errado em outra.

Essa vida seria então, segundo a crença dessas pessoas, mais uma etapa para que se chegue até ao ponto de perfeição, onde não haverá mais erros a se pagar, ou para estar bom o bastante para se juntar a Deus no reino dos céus?

O ser humano tenta explicar tudo por meio da ciência desde que se “libertou” da igreja na idade média, mas o que for praticamente impossível de se achar uma solução entrega-se nas mãos de Deus?

Enquanto não se tem nada, por menor que seja, capaz de nos dizer de onde vimos, para onde vamos e com qual objetivo, Deus será a resposta.

Mas por quê não podemos aceitar que nosso tempo é limitado, que tudo o que fizermos aqui é definitivo e sem uma segunda chance para consertar os erros?

Por que nos agarramos e acreditamos com todas as forças do universo [ou com toda fé em nossos deuses], reforçando essa ideologia, e não temos a mesma força de vontade para viver cada segundo inesquecivelmente?

Por que nos rendemos ao sistema que nos impõe, de várias maneiras, como devemos viver, segundo regras e horários e até nos induzindo a traçar nossos “próprios” objetivos?

Seria pelo simples fato de que nos achamos fracos e incapazes de fazer nossa própria história de forma independente, sem ideologias e crenças induzidas que, não duvide, o próprio homem pode ter moldado e modificado para fazer a sua cabeça com o objetivo de te fazer pensar como ele quis, e ainda quer.

A única coisa em que você deve acreditar é em si mesmo porque todas essas teorias foram, com certeza, feitas pelo homem para manipular o homem.

Você não precisa de um ser superior controlando seu destino, apesar de ser mais cômodo e fácil entregar suas responsabilidades para outro, mas dar a sua vida para que outro decida o que fazer com ela é um tanto demais, não?

O mal do homem é ser cômodo e achar que ele é incapaz de tudo, mas sempre ter a certeza que outro ser é bom o suficiente para fazer as suas tarefas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.