Eu vou bater à porta

Não vai demorar muito pra eu bater à sua porta, eu já sei seu endereço.
Eu anotei quando eu lhe dei aquele livro em fevereiro.
Não vai demorar muito pra eu pegar o carro e ir
Abaixar os vidros, ajeitar o banco e infligir
as leis de transito só pra te ver sorrir.

Eu vou bater à sua porta, só para ver a sua cara de espanto.
E eu não vou embora até que você me ofereça calor humano
Sem coragem, perplexo, talvez,
você vai estar quando me ver sem aviso prévio.

Não adianta me mandar embora,
eu sei os seus mistérios.
Percebo quando me diz um não,
quando bate a porta,
mas deseja que eu a derrube em resposta.

Eu vou bater à sua porta pra dizer que te amo
e fazer seu coração pular de encanto e de encontro ao meu peito…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.