Poeta Diferente

Há momentos em nosso caminho
que seguir em frente, sozinho
já não tem mais um porque

Há momentos em nossa jornada
que é preciso pensar na parada
qual direção devemos tomar

Nessas horas é necessário refletir
o quanto se caminhou até aqui
em meio a grande floresta da vida

Quantas feras enfrentamos
quantos medos tivemos
quantos anseios nos vieram

Não há ser no mundo
que viva solitário
é preciso ser solícito
com novas aventuras ao diário

É preciso de companhia
também para um poeta
hoje é dia de imensa festa

Dividirá comigo a nobreza
de falar de sentimentos
quem antes me aplaudia da platéia

Será para mim uma honra,
um presente de quimera
chamo pelo nome:

Adriel, quis eu
que você se permitisse
dividir comigo um dom que nos assiste

Sei que seu início será tímido
como um dia eu também fui
mas desejo que saiba
hoje não seremos dois números um

O receio de falhar, de não estar a altura
poderá lhe assustar, inibir sua postura
mas eu peço que não tenha medo,
não tenha medo, eu repito

As portas da minha casa, eu não vou fechar
para quem tem coração puro e sabe ser humano
porque o bem que você me faz como amigo
eu quero transmitir ao mundo nesse veículo

Por isso, eu insisto, siga o que você sente,
o que sua alma pede, e fique à vontade
cedo ou tarde, será também, Poeta Diferente

Um comentário sobre “Poeta Diferente

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.