Até logo

Volta que meus braços serão abertos a te receber
mas não volta com pressa, amigo meu
volta com calma que meu coração já está agitado a te esperar

Volta com o que precisar de mim, que eu vou te dar
se for saudade, não a mate, saborei-a
que matar saudade também da pena!

Volta com chorinho, que eu seco,
e se for carinho, amigo, eu não nego
porque o amo, e se não mato a saudade
pelos dos clichês dela, eu morro!

Volta sem medo, que eu ainda te quero comigo
e assim, eu permito que o abraço enlace também nossas almas
que elas enfim possam se dar aos mãos, pois já se cansaram do até logo

Um comentário sobre “Até logo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.