Jogo da paixão

Eu sei que errei, sei que fui rápido demais
como se obedecesse exclusivamente ao meu coração
te confessei coisas que devia na hora errada
sem pensar no seu contexto na situação

Passei por cima da vida, naquela lição
de dar tempo ao tempo, esperar o momento certo
porque cada um tem o seu próprio meio de construção

Mas eu, ingenuo e cego de um amor que crescia
achei que eu te merecia aqui e agora
tamanha a minha ousadia, que as batidas em meu peito
tornaram-se o nó perfeito da minha perdição

E por não esperar o dia certo,
a hora certa, por não esperar
que a vida te preparasse pra me merecer,
eu só posso pedir pra você, compaixão

Passei por cima da vida querendo dar as cartas
e não embaralhei o suficiente, agora sou carente,
perdido no amor, e infeliz no jogo da paixão

Um comentário sobre “Jogo da paixão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.