Game Over

Do que adiantou todo aquele nervosismo
o que resolveu todo aquele stress
de nada, nada ajudou a gritaria
você nada conquistou com sua mentira.

Falsidade não adiantou
mentira não adiantou
gritos, chutes, palavrões não adiantam mais
mais nada, nada disso
nessa não caio mais.

Os berros não te levarão a nada
não, comigo, não mais
Sem medo, sem remorso
já chega dessa tortura
ela não mais me segura.

Ponha-se no seu lugar
seu joguinho já acabou
agora começará o meu.

Começará a minha chantagem,
o meu deboche,
agora quem manipula sou eu.

O jogo mudou
a mesa virou
quem dá as regras sou eu.

Quem dita as regras não é mais você,
quem xinga não é mais você,
sou eu,
eu farei com que o inferno caia sobre você
eu farei você sofrer,
o seu coração doer,
dilacerar,
rachar,
quebrar em mil,
como você fez à mim.

Um comentário sobre “Game Over

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.