Livre arbítrio

Ele é a voz que comanda sem ordenar, sussura, fala baixinho, só a você o cabe escutar. Pois que não há obrigação em aceitar, embora se pregue que Ele é o melhor caminho, você tem todo direito de nega-lo. Não obriga você de nada porque entende que fazer o que não se quiser não vale como aprendizado, e sim frustração, o que atrapalha qualquer forma de ensinamento.

Você caminha na praia e mergulha nas águas criadas por Ele, mas não se sinta na responsabilidade forçada de agradecer, usufra das riquezas deixadas sem necessidade de pagar qualquer tipo de tributo em troca. Ele não quer seu dinheiro, não quer comprar sua alma, não quer te vender a salvação. Até isso é escolha sua.

Não dê falsos sorissos quando quer chorar, você cuida de si mesmo, não precisa aceitar a ajuda de ninguém. É um direito seu a solidão.

Ele não quer lhe convencer que te salvará porque isso você tem que perceber por si só. Não há uso de manobras, marabalismos, mandingas, sinais ou nada que impeça você de nega-lo. Mesmo que tudo isso ocorra, você ainda poderá dar-lhe as costas e ir embora negando todos os avisos.

Pois que não se quer um boneco do lado Dele, apenas um objeto de companhia. Quando for a hora e o dia você perceberá que deve se incorporar a Ele de bom grado e sem máscaras.

Deus não o obriga a aceita-lo, apenas quer que isso venha de você pela plena vontade e crença no seu trabalho de evolução por completo, sem fantasias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.