Incesto

Vem do ventre da família, que ironia
que impacto, que agonia, minha prima
vem do berço da minha tia

Vem o amor proibido, condenado
vem o amor ceifado pelo preconceito
acham que é falta de respeito
que é pecado, que jeito
incesto

Apaixonado, nas suas veias também rola meu sangue
que desengano, que tristeza, duas vidas, a mesma certeza
fugiremos,  destruiremos  sobrenomes, teremos filhos co-de-nome

Que culpa temos nós?
Diga-me, que culpa?
Diga-me, cairá sobre nós
a desgraça, a desordem?

Nossos DNA’s se conflitarão?
que doce ilusão em pensar
praguejar nossa relação

Amor de primo, parente, irmão
Abençoado poderá não ser
nosso amor pagão

Tem nome, tem condição
incesto é a definição
mas entre nós só uma resposta
Paixão

2 comentários sobre “Incesto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.