Deficiente visual

Há dúvidas nesse mundo todo
não me desespero, não choro
não quero mais pensar nos problemas

Desde que a humanidade começou a se organizar
têm surgido interrogações que até hoje não responderam
não há motivo para que eu fique triste por não solucionar
pequenas inconstancias da vida, assim tão depressa

Não vou mais dramatizar, não vou mais me cobrar
soluções milagrosas para perguntas que o tempo me fez
se eu não responder, a vida vai me dizer o enígma

A charada da vida está nas graças contidas,
nos sorrisos, na partida, ao abrir da janela
enquanto você pensa nos raios da manhã
eu penso nas flores ao se abrirem

Tudo que nos surge, tudo aquilo que nos ilude,
nos engana porque olhamos a vida com foco errado
somos míopes da divina sabedoria, somos estigmas
de uma vida deficiente visual