João e Maria

Acorda para o novo dia, Maria
que outro dia tem para viver, Marina
outros sonhos tem para sonhar, Mariana
outras danças tem para dançar, Marinete
outros beijos tem para viver, Maria Odete
outros saberes tem para saber, Maria Lúcia

Acorda para o novo dia, João
que outros canticos tem a recitar, João Victor
que outras Maria tem para namorar, João Pedro
que outra cerveja tem que pedir, João Paulo
que outra marmita tem para comer, João Hélio

Acorda Maria, acorda João
acorda para a vida, Conceição
filha de dois pobres sem educação

Acorda dona de casa, acorda o homem do pão
acorda os acordes da musicalização
acorda para a batalha, para viver, civilização

Acorda eu, acorda você
tantos Joãos e Marias
com seus segundos nomes
para viver o trabalho árduo
de ser cidadão

Ser, mulher

Quem me dera agora um corpo
o calor humano de um coração pulsante
quem me dera a agitação constante de seus palpitares
quando sendento de amor me falta ares

Quem me dera o elixir da vitalidade
a sensação gostosa do prazer sem fim
quem me dera, ainda assim, ser jovem de novo

Quem me dera os músuculos firmes – todos eles – novamente
quem me dera o  ardor contente de quem se enbebeda do fogo consciente
quem me dera, seus me dares, ainda que não preparado seu corpo esteja

Quem me dera, girar-lhe em seus calcanhares e os nossos beijares de certeza
quem me dera, ainda que tarde, o seu amor em correntezas
quem me dera aforgar-me em seu leito, e em seus seios apalpar
beleza de ser,
mulher