Aposento

Dos requintes de uma história
cheia de memórias que merecem mais,
bem mais que cinco estrelas,
seus aposentos de emoção
escorrem nas veias, nos anos a fio

O fio do destino que nos realoca
nos cômodos da vida,
corredores da alma,
tapete vermelho do coração

Pelo sim, e pelo não
nos rincões do tempo,
nesse momento,
seu aposento merece novos hóspedes

Ainda que tantos já tenham se acomodado
nos seus abraços sempre maternos,
toda a vida se alegra pelo crescimento
desmedido nas vielas do cotidiano

Seu abençoado corpo humano,
que transcendeu os limites da matéria,
que alarga a família, ficará sempre aqui
como um prédio que se ergueu, enfim;

Matéria-prima, prova viva das cidades
que construiu em nós, cheios dos seus aposentos
de amor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.