Suspiro

Suspiro, espero,
que meu suspiro
interno seja suficiente

pra gente se conectar

Mesmo que eu não fale,
você sabe, e eu já disse
só você ainda insiste em não ler

Sugiro, interno,
que todo inverno
seja frio de palavra
e quente na interpretação

Suplico, esmero,
que seu entendimento
seja mais rápido e mais aguçado
que esse lero mau criado de poesia

Que poucos saberiam ler,
menos você, esperto,
finge não compreender
mesmo quando eu não preciso dizer
que te quero…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.