Dê conta

Você afronta
depois, desgraçada,
acha que não dá conta
e eu, bancando a tonta

Faz de conta que a onça
não domina a floresta,
nesse mito do leão ser o rei da selva

Sei que você é do contra,
felina, astuta, caminha entre as tantas
sem se gabar, não mede esforços
enquanto os seus poros…
respondem que vão me dominar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.