Retrospectiva 2007

Um dia, assim do nada mesmo,
em cima da cama mal arruma
eu pensava em você.

Refletia nossa vida,
quero dizer, a minha,
fundida na sua.

Lembrei de tanta coisa boa…
ah, o que não faz uma pessoa…
tô aqui à toa
em retrospectiva de vida
as vezes, oh vida bandida,
nos traz cada armadilha…

Mas você ela trouxe não sei porque,
só sei que as vezes você é armadilha,
mas na maioria, é a mão que me resgata de uma.

Como você é especial,
tanto que estou aqui
pensando em te ver,
talvez ligar, não sei.

Só sei que o ano acaba
e eu preciso começar de novo
fazer novas lembranças
para 2008.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.