Contrato de mulher

Que fique claro que eu não te amo
que fique claro que eu não te quero
que fique claro que entre nós dois
nada existiu, mas que no escuro
eu te desejo, te venero

Que você entenda que eu faço o que eu quero
que você perceba que eu mando e desmando
que você se coloque no seu lugar
que você saiba que sou eu quem determina
quando, como e aonde eu te encontro
mas que não me oponho a todo dia te ver

Que você não se meta a querer ser o que eu sou
que você não se iluda pensando que chegará onde eu estou
que você não se engane pensando que me amando eu vou te retribuir
mas que se sinta um pouco importante porque na hora marcada estarei aqui

Que você aceite que entre nós dois há uma hierarquia
que entre nós dois só há alegria quando eu proponho
que você não suponha que só porque passo uns minutos com você
isso venha a ser grande coisa, porque não é, e jamais será
mas que nos poucos minutos que passamos juntos, te faço minha mulher

E que tenha em mente que você
tem que fazer o que eu quiser
porque quem ditas as regras sou eu
sou eu quem decide as indas e vindas
e determina hora, dia e lugar
pra você estar comigo

Por um deslize

Você não quis me escutar
quando eu ainda tinha tanto pra falar
você não deixou eu mencionar
que apesar de todos os erros
eu te amo

Você não deixou que eu te dissesse
que pra ter seu amor de volta
todos os dias faço sentida prece
com pedidos de perdão
pelos tropeços do coração

E por uma noite errada
esquecemos de tantas madrugadas
que nos amamos e nos queríamos
por longa data

E no desespero de te querer de volta
faço cartas que sempre ficam sem resposta
pelas feridas que abri

Você faz questão de rasgar tudo sem ler
como forma de punição por tudo que te fiz sofrer
e tem razão em não mais me querer receber
na sua vida

Você tem razão em desejar me machucar
afinal foi assim que agi
mas a pior das dores não é ser ignorado
e sim ver todos os nossos sonhos arrasados
por uma bobagem sem fim

E por uma noite errada
esquecemos de tantas madrugadas
que nos amamos e nos queríamos
por longa data

Fica assim nossa vida sonhada
totalmente conturbada
por um erro

Todas as previsões arruinadas
por apenas uma noite de prazer
que hoje já posso dizer
não valeu a pena
trair meu bem-querer

Chega de brincar

Você abusou da minha paciência
há em mim certa resistência
à revolta mas você abusou
e não posso mais fingir
que quero te deixar sem resposta

Eu não quero mais que você diga
e omita, minta fingindo gostar de mim

Não, o mundo não é assim
eu quero que pare de me seduzir
e correr quando eu vou te amar

Eu quero que pare de dizer pra suas amigas
que eu sou um homem indeciso, você sabe
sabe mais do que ninguém que não é nada disso

Eu quero que pare de brincar comigo
se me ama venha logo ter comigo
uma conversa franca para acertar os pontos
porque eu não sou tonto de participar
do seu joguinho só pra você me desprezar

A mulher que passa

Quando você passa
a graça é te olhar
seu molejo, seu andar

Quando você passa
e deixa aquele cheiro
não tem outro jeito
senão te paquerar

Porque me seguro
e me controlo
pra não te agarrar

Quando você passa
não tenho outro lugar pra observar
só vejo suas curvas, seu jeito de seduzir

Sua piscada maldosa
faz meu corpo vibrar
e nesse transe fico sem resposta
pra te dar

Mas enquanto você some no horizonte
cada segundo valorizo
indiscretamente me entrego ao vício
de te examinar

O seu colo volumoso
seu jeito provocante
andar firme
em cima do salto afirma
que eu não posso te alcançar

E enquanto você passa
só me resta assobiar

Quem sabe você volta
e na pequena agressão
pela sua revolta
eu possa sentir
a delicadeza da sua pele
que eu queria encostar