Apogeu de um sentimento

Deixa eu sentir seu cheiro
quero sua lingua quente na minha orelha
ofegar seu nome, sussurrar besteira

Deixa eu possuir seu corpo
o calor do seu sufoco
a maciez da sua pele
que queima com o toque
das minhas suavez mãos a te alisar

Que eu te amo, não há novidade
que eu queira seu amor
nisso não vejo maldade

Só o fato de você não corresponder
ao meu desejo doentio de te querer devorar
eu imploro que os Deuses me deem um pouco
mais de sorte….

Um pouco mais de sorte
pra deixar de chorar seu nome
começar desejar de novo

Um sussurro ao pé do ouvido
calafrio num dia frio
amigos não mais
namoradinhos de fim de semana jamais

Quero o teor de um relacionamento maduro
que no escuro a vitalidade de outro corpo sem escrúpulos
me deixe sem graça, não pelo deslize do nervosismo,
mas pela ganancia e vontade de me ter sem medo
fazendo dessa noite nada mais que o poder sublime do amor inconciente

4 comentários sobre “Apogeu de um sentimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.