A casa

Você está em todos os cômodos,
em todos os cantos,
até no meu pranto
você vem morar
peço fique aqui,
não vá.

Você mora na minha cama e durmo querendo sonhar,
vive em cada centímetro do luar e refletida no mar.
Em todo momento invade o pensamento e não sai desse lugar…

Você reflete em todos os espelhos do banheiro
e não é mais a minha imagem que posso observar,
tem um lugar reservado no mural na parede
e quando passo pela sala meu ego se torna super natural

Você está em todos os cômodos,
em todos os cantos,
até no meu pranto
você vem morar
peço fique aqui,
não vá.

Seu cheiro não sai daqui,
não sai de mim e impregnou o sofá…
Em cada lugar tem um pedacinho seu
e cada um guarda lembranças
das danças que chegamos a dançar.

Em cada lugar tem uma lembrança sua que eu não sei explicar
mas assim que entro vem nítido o momento passado lá
Você está até entre as plantas,
e parece que o jardim só veio a desabrochar
quando passamos uns minutos por lá.

Você está em todos os cômodos,
em todos os cantos,
até no meu pranto
você vem morar
peço que fique aqui,
e não, não vá.

2 comentários sobre “A casa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.